Poema (José Alcides Pinto)

jose alcides pinto

Fazer poesia não é arrumar uma seqüência
de palavras
como quem levanta uma casa – tijolos sobre tijolos.
Uma escada de degraus sucessivos com corrimão.
Não! – não é isso nem aquilo.
É muito mais que construir uma casa com tijolos.
Muito mais que construir uma escada com
degraus e corrimão.

José Alcides Pinto (Águas Premonitórias – 1986)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s